Dr. Edmir Américo Lourenço

CRM: 26.252

Professor Titular da Disciplina de Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí – SP

RINOLOGIA E SINUSOLOGIA



SINUSITE OU RESFRIADO?


SinusiteÉ muito comum, principalmente com a mudança de estação e a entrada do outono, que as alterações bruscas de temperatura ocasionem resfriados, gripes, outras viroses respiratórias e consequentes quadros de sinusites. Mas como diferenciar essas doenças tão parecidas - e quando procurar um médico? Uma dica é que um resfriado com mais de 7 a 10 dias de duração, geralmente já não é apenas um resfriado! Quando inspiramos, as cavidades existentes dentro de nossos ossos faciais, chamadas seios da face, são preenchidas por ar. Elas se comunicam com as cavidades nasais por meio de pequenos canais, que podem ficar entupidos, originando inflamação da mucosa que as reveste internamente e consequente acúmulo de secreções, que se contaminadas por bactérias, originam a sinusite infecciosa bacteriana. Os sinais maiores de sinusite são portanto o entupimento nasal e a saída de secreção verde ou amarela espessa pelo nariz. Pode ocorrer dor de cabeça (cefaléia) ou pressão no rosto e às vezes tosse, muitas vezes sintoma único de sinusite em crianças. Pode ainda ocorrer febre, mau hálito, dor de garganta e ouvidos. Quando as crises vão e voltam, a doença pode ser considerada recidivante, mas quando ultrapassa 3 meses de duração, é considerada crônica e necessita de cuidados especializados.



PREVINA-SE: como você pode se prevenir ?

1 - Em lugares muito secos, utilize um umidificador para que as cavidades faciais não se ressequem.

2 – Fuja da fumaça de cigarro e outros poluentes.

3 – Não tome bebidas alcoólicas porque estas incham as membranas mucosas do nariz e dessas cavidades.

4 – Evite nadar em piscinas com cloro.


Sistema Respiratório


Por: Dr. Edmir Américo Lourenço


Dr.Edmir Américo Lourenço - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: LÉO ANDRADE.NET